sábado, 23 de outubro de 2010

Permanecer sentado : uma atividade de alto risco!

Há algum tempo atrás, diante do grande número de pessoas que procuraram pela minha ajuda, pensei sobre as consequências de se permanecer na posição sentada por horas a fio. Cheguei a uma  conclusão : é mais perigoso do que esporte radical. Na atividade de risco, você sabe que pode estar sujeito a uma série de lesões, mas você é consciente das consequências, se prepara e toma providências a respeito das horas que passa sentado(a)?
Na época, eu observava os problemas ortopédicos criados pela inatividade, como dores nas costas, ombros e pescoço e alguns mais observáveis como varizes e intestino preguiçoso (prisão de ventre). Hoje depois de muitos resultados de pesquisa e estudos , trouxe para você o que tem de mais atual e confesso que fiquei surpresa diante dos problemas que podem advir da longa permanência na posição sentada.

Permanecer nesta posição por mais de seis horas com um baixo nível de atividade física aumenta o risco de mortalidade.

Como assim?
Muitas pessoas tentam encontrar tempo para se exercitar depois de ter passado grande parte do dia sentado no escritório. Um estilo de vida sedentário, assim como a obesidade e o tabagismo, é um dos principais inimigos da saúde nos dias de hoje. Baixa atividade física e horas a fio passadas na posição sentada aumentam o risco de mortalidade. Um estudo recente - de Teresa Romanillos de 15 de Outubro de 2010 - conclui também que permanecer nessa posição por mais de seis horas por dia aumenta o risco de mortalidade, mesmo que se faça  esporte depois.
Além de vincular a uma falta de atividade física, o sedentarismo está relacionado com o tempo uma pessoa permanece sentada. O escritório e computador são a cena diária de muitos trabalhadores. Um estudo recente realizado por pesquisadores da Sociedade Americana do Câncer mostra que a audiência por mais de seis horas aumenta significativamente o risco de morte em adultos, especialmente mulheres.
O estudo envolveu mais de 123 mil pessoas saudáveis, que foram seguidos por 14 anos. Foi levado em conta o grau de inatividade, outras variáveis como obesidade, tabagismo, doenças cardiovasculares e câncer. Os investigadores confirmaram que as mulheres que se sentam mais de seis horas apresentam um aumento de 37% a probabilidade de morrer em comparação com aqueles a quem é concedido um tempo inferior a duas horas. Nos homens, esse risco é 18%.
Um dos achados mais relevantes do estudo foi a influência das horas de inatividade sobre  graus variáveis  de atividade física. "Isso deve ser levado em conta, já que pessoas com um nível saudável de atividade física podem registrar um alto risco de morte devido ao tempo gasto sem se levantar."
Cada hora gasta assistindo à televisão representa um aumento de 11% de risco adicional de mortalidade associada a doenças cardiovasculares.Como mostrado no estudo, o risco aumenta em indivíduos que passam mais de seis horas na posição sentada e, ao além disso realizam um baixo nível de atividade física. Os resultados indicam que afeta 48% dos homens e 94% das mulheres. Os pesquisadores sugerem que a audiência influencia o metabolismo de triglicerídeos, colesterol e lipoproteínas de alta densidade, entre outros, todos  marcadores de risco cardiovascular, cujo distúrbio afeta a saúde das artérias.

Uma vez que, atualmente muitas atividades são realizadas em frente a uma mesa na posição sentada, os especialistas recomendam intervalos curtos entre as horas para se levantar e caminhar um pouco.

Outro estudo, realizado por cientistas australianos, mostra que cada hora por dia assistindo televisão leva a um aumento de 11% de risco adicional de mortalidade associada principalmente com a doença cardiovascular. David Dunstan, coordenador do estudo, observa que "o ambiente tecnológico, econômico e social faz com que as pessoas não se movam como antes. Muitas pessoas vão do carro para o escritório e depois para casa para assistir televisão. "

Pouco esforço para grandes lucros!?

Alguns dos benefícios proporcionados por um nível adequado de atividade física são óbvios, mas outros não. Para esclarecimento de possíveis dúvidas, prestar informações e, assim, garantir uma melhor saúde, o Conselho Europeu de Informação sobre a Alimentação publicou um documento que detalha as vantagens de uma vida ativa e como torná-la realidade. Um dos principais autores do estudo, o professor Ken Fox da Universidade de Bristol (Reino Unido), aponta que um nível adequado de atividade física em adultos pode reduzir a probabilidade de morte por doença pela metade.

Para se beneficiar da vida ativa voce tem que "sair", se levantar, se mexer. Algumas das vantagens mais significativas de fazer qualquer tipo de esporte ou atividade física diariamente são, a prevenção e redução da obesidade. Estreitamente ligada a este resultado, está a redução da probabilidade de doenças cardiovasculares, a principal causa de morte na maioria dos países desenvolvidos.
Também deve ser considerado diabetes tipo II, uma vez que a redução da obesidade e atividade física adequada reduzem o risco de desenvolvê-lo. Por outro lado, a prática correta do exercício é associada com uma menor probabilidade de desenvolver tumores, especialmente de pulmão, cólon e mama. Outros benefícios mais óbvios incluem fortalecimento dos músculos e ossos, já que o exercício promove a densidade óssea e retarda a osteoporose.
O exercício não só é bom para o corpo, mas também saudável para a mente. Vários estudos têm mostrado que o controle da evolução do estresse, estimula a memória, e até pode ser muito benéfico para o tratamento da depressão e Alzheimer.

Dois aspectos básicos devem ser levados em conta quando se pratica exercício físico : intensidade e frequência. Já foi sugerido que a atividade deveria ser intensa, durante pelo menos 20 minutos diários. Mais tarde, verificou-se que o exercício moderado proporciona os mesmos benefícios: caminhar rapidamente por 30 minutos na maioria dos dias pode ser uma alternativa, de fácil execução. Estudos recentes indicam que duas ou três sessões de dez minutos de exercícios de alta intensidade proporcionam às pessoas com um cronograma apertado benefícios semelhantes à mesma atividade feita sem pausa. Para aqueles que não têm vontade ou  tempo, é sempre uma boa idéia mudar pequenos hábitos sedentários e utilizar as escadas ou caminhar por trajetos regularmente percorridos de automóvel.



É com muito carinho que compartilho com voce estas informações tão importantes para a nossa vida. Espero ter dado motivos suficientes para te convencer que vale a pena mudar para se manter saudável e com uma perspectiva de vida não só maior, como muito melhor .

A dica é : mexa-se! E tudo de bom para você!

3 comentários:

Marcos Henrique disse...

Muito obrigado!

Marcia disse...

Extremamente útil e fundamentados todos os seus comentários! Muitíssimo obrigada!
Marcia

Patricia Italo Mentges disse...

Marcos Henrique e Marcia,

eu é que agradeço,
faço o Blog justamente para informar e através disso proporcionar uma melhor qualidade de vida e consequente bem estar.

um abraço!