sexta-feira, 8 de julho de 2011

O seu quadril estala?

Já me deparei com muitas pessoas que apresentam um estalo audível no quadril em alguns movimentos, acompanhados ou não de dor.

Essa condição é conhecida como "Snapping hip syndrome"ou "quadril que estala".

É uma condição clínica que afeta bailarinos e atletas de certos desportos, como: atletismo, ginástica, patinagem artística, entre outros), mas não se atêm só a eles e que se refere a presença de um estalo perceptível e audível, causado por movimentos do quadril (articulação entre o femur e o ilíaco - coxo-femural). 
Ocorre sempre que o músculo ou tendão passa sobre uma estrutura óssea causando fricção.
É fácil de ser percebida mas sua origem ainda não é  esclarecida.


Os “cliks” ou “estalos” em atletas e bailarinos, durante os movimentos do quadril , são fenômenos de ocorrência comum e geralmente permanecem assintomáticos. 

A pessoa refere sentir e ouvir um estalo no seu quadril quando faz os movimentos de flexão-extensão da coxa associados ou não aos movimentos de rotação.

Essa síndrome pode se apresentar de duas formas:
a) de origem externa - snapping ou estalo provocado pelo atrito da banda iliotibial ou grande glúteo sobre o grande trocanter (eminência óssea do lado externo do femur).
b) de origem interna - snapping ou estalo provocado pelo atrito entre o tendão do psoas-ilíaco (que passa pela face anterior da articulação coxo-femural ) e a eminência ileo-pectinea (ilíaco) ou a espinha ilíaca antero-inferior ou mesmo com face anterior da cápsula articular onde existe uma bursa  (estrutura que minimiza as forças de fricção).
Neste tipo de síndrome de origem mais interna é necessário descartar outro tipo de lesões como a lesão do labrum (cartilagem que reveste a borda da cavidade acetabular, onde o femur se encaixa) e de corpos livres intra-articulares (se houver antecedentes traumáticos) ou mesmo patologia degenerativa da articulação coxo-femural, principalmente no caso de bailarinos ou atletas seniores.
Como em todas as casos aonde não se tem certeza da causa, é necessário se pensar em prevenção, pois apesar de inicialmente ser uma condição que não provoca dores, pode causar bursites  ou tendinopatias (tenossinovite do psoas-ilíaco na região antero-medial do quadril, ou do tensor da fascia-lata, na região antero-lateral do quadril, que já apresentam dor e  algumas limitações funcionais.
Os fatores que podem levar ao seu aparecimento são:
- alterações posturais - coxa vara, hiper lordose lombar ou sua retificação;
- encurtamentos adaptativos do tensor da fascia-lata (banda ílio-tibial) e ou do psoas-ilíaco;
- perda de sinergismo muscular entre os músculos do complexo do quadril, e lombo-pélvico.

Mais uma vez o papel da prevenção é fundamental.
Se voce ouve estalos no seu quadril, procure um médico, que fará um diagnóstico clínico e depois um fisioterapeuta que fará um diagnóstico físico-funcional e elaborará um programa de tratamento, deixando-o(a) assim cercado(a) dos cuidados nescessários.

Fazendo um trocadilho : "Ouça" sempre o seu corpo e cuide-se com o carinho e atenção merecidos!

Abraços e até breve!!!!!


7 comentários:

Ágape Pilates disse...

Oi, obrigada pelas informações!
Sempre tenho estalos no quadril esquerdo!


Um abraço!

Patricia Italo Mentges disse...

De nada!
Fico feliz por poder ajudar de alguma forma.
É importante voce tomar providências no sentido de prevenir problemas futuros.
Tudo de bom!!!!

Beijos

Ivan disse...

Eu tenho este estalo no meu quadril e quando faço exercicios de alongamento começa a doer, o problema é que fui no ortopedista e ele fez ultrassom e não achou nada e me deu anti-inflamatório. Preciso de uma indicação de um ortopedista bom em SP que vai direto ao ponto, pois sou professor de artes marciais e a dor é insuportável algumas vezes.

Patricia Italo Mentges disse...

Olá Ivan

Verei se obtenho essa recomendação para você.
Sei que exitem bons médicos, assim como toda equipe da clínica Vita.
Não tenho no momento a indicação de um médico especificamente.
Caso consiga o contato da Vita estará muito bem encaminhado
Gostaria que me mantivesse informada.
Abraço
Patrícia

mortadelasemgordura disse...

Que tipo de médico devo procurar?

Patricia Italo Mentges disse...

Um ortopedista, para que haja um diagnóstico definido, ou seja, para se descobrir a causa do "estalo" e aí sim pode Haver um encaminhamento para fisioterapia.
Se puder , me dê notícias.
Grande abraço
Patrícia

Anônimo disse...

Olá Patricia, parabéns pelo artigo. Está muilo elucidativo!
Começei a perceber estes estalos quando pedalava e de uns meses para cá começaram a aparecer dores quando corro, pedalo ou ando por longa distâncias.
Procurarei um ortopedista, creio que estou com este problema pois os sintomas são bem similares aos descritos por você
Muito obrigado
Pedro.