quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Palavras de Julia Barroso, uma entre tantas que não conheceram a fisioterapia

Meus queridos e queridas,

Este vídeo nos fala ao coração e nos alerta sobre a ignorância a respeito da escoliose.

Tenho o enorme prazer de anunciar que a Julia que tem um blog maravilhoso : "A menina da coluna torta" - onde compartilha informações sobre a escoliose e mostra de forma sensível e competente o ponto de vista de quem vive o problema - vai participar do nosso curso : Tratando a escoliose - uma visão contemporânea.

Ao fazer isso ela enriquecerá de forma determinante o seu conteúdo, que além de informações técnicas atualizadas e fundamentadas cientificamente, abordará o lado emotivo que envolve o tratamento de uma das mais desafiantes e desconcertantes patologias : a escoliose.

As vagas estão esgotadas mas a pedidos, já estamos pensando em novas datas. 

É isso aí!

Informar para desmistificar.


9 comentários:

Nádia Lôbo disse...

Poxa, super bacana...fico muito feliz, pois eu como mãe de uma adolescente com escoliose estou aprendendo muito com vcs sobre essa doença.Tô sempre visitando o super blog "A menina da coluna torta" e o seu Patricia! Parabéns pelo belíssimo trabalho,Patrícia e Julia.Deus abençoe vcs,bjãoo
Nádia Lôbo

Patricia Italo Mentges disse...

Que bom Nádia!
Esse é um dos nossos principais objetivos: informar.
acredito que juntas, todas nós possamos fazer muito por pessoas que agora estão sofrendo, pensando que não há saída e que seu problema é único.
Muito obrigada.
e como a Julia diz,"estamos juntas"!
Vamos nos falando.
Beijos e tudo de bom.

Juliana Maia disse...

Maravilha Professora. Mostra o outro lado da moeda. Importantíssimo abrir essa visão!!

Julia Barroso disse...

Estamos juntas!

Patricia Italo Mentges disse...

Querida Juliana é muito importante mesmo saber como é estar do lado do paciente. Saber técnico sim, mas o coração deve estar presente sempre.
E Julia muito querida também : sim, estamos juntas!
Temos muito trabalho pela frente, mas acredito que teremos muitas pessoas conosco nessa jornada.
Vamos em frente!
Beijos com carinho a vocês duas e a todos que estão nesse caminho.

Menina Azul disse...

Oi!
Sou leitora do blog da Julia, e adoro tudo que ela faz em pról dos que sofrem de escoliose.
O triste é que eu tive acesso a fisio. Fiz por anos a fio, e de nada adiantou. Eu tratei com um baita profissional, ele foi precursor em minha cidade, e as sessões já naquela época custavam 100 reais (isso em 1994/1995, imagine hj!).
E cá estou, a caminho da 2ª cirurgia de escoliose em menos de 1 ano...
Torço para que a fisio ajude quem sofra de escoliose, pq a mim infelizmente de nada adiantou.
Abraços,AnnaLu

Patricia Italo Mentges disse...

Oi AnnaLu!
Me cortou o coração ler seu comentário.
A escoliose é sem dúvida, o maior dos desafios para nós da área da saúde, sou apaixonada pelo seu estudo, tento entendê-la a cada dia um pouco mais, e a cada dia me surpreendo. Porém sei que devemos seguir, que o caminho é arduo mas que vale a pena tentar sempre.
Hoje, mais do que nunca sabemos que é indispensável uma equipe coesa; médico, fisioterapeuta e o técnico do colete, todos numa mesma sintonia.
Há anos trato escoliose e tenho obtido bons resultados, mas isso é obtido por uma série de fatores, incluindo exercícios domiciliares, conscientização e acima de tudo apoio a todos os envolvidos, familiares.
estou no início de um projeto pois acredito que pessoas reunidas com um mesmo objetivo podem conseguir resultados surpreendentes. Assim que tenha mais informações, caso se interesse, gostaria de compartilhar com voce. Se possível, me mande notícias, estou torcendo para que tudo corra da melhor forma possível.
Um abraço com muito carinho...

THAIS LIMA disse...

Nossa ,patrícia esse curso vai ser brilhante ,por iso resolvir fazer para ampliar meus conhecimentos sobre o assunto e saber olhar o paciente e não só sua escoliose .Entrei no blog da Julia e achei lindo sua história vai ser muito proveitoso ela no curso .bjs querida

Patricia Italo Mentges disse...

Thais, sei de uma coisa: que faço esse curso com a maior dedicação e carinho.
Sem dúvida, se ficarmos cientes do que o paciente pensa e esnte poderemos ajudà-lo(a) ainda mais, compreender tudo o que passa, motivar...
Esse é o espírito.
Trabalhar com responsabilidade, sem esquecer do amor.
Bjs